Pensador

A criação deste blogue é determinada pela tentativa de dar uma roupagem inovadora à criação poética. Demonstrando e divulgando que todos os assuntos e temas podem ser analisados pela visão poética.

quinta-feira, janeiro 11, 2007

Mundo Cão ...



Sento-me numa cadeira na sala de estar e leio o Jornal
como faço-o nos meus tempos de verdadeira ociosidade,
folheio e retiro aquilo que mais me atrai e convém …
as notícias perpassam no meu campo visual
sinto a minha fraqueza e em simultâneo impotência,
quero pronunciar algo, mas as palavras não vêm, nem saem.
Não sei bem a razão, nem o porquê que está na base dessa contrariedade,
parece que tudo repentinamente se tornou fútil, oco, vazio e sem sentido
contestar por mero prazer não é o melhor dos remédios
a Sociedade dá-me náuseas, vómitos e enoja-me …
o perigo alerta-me constantemente e obriga-me a estar bem atento.
As saídas são feitas timidamente e com um reforço acrescido de companhia
não vá o Diabo tecê-las e o pior é quem sofre na pele os seus efeitos!
Os vícios instalaram-se ao virar de cada esquina e espalham-se abruptamente …
Os Valores já deixaram de reinar, dizem a culpa é da tão apregoada crise.
Queixam-se os pequenos comerciantes e culpam os Hipermercados;
queixam-se os taxistas não existe clientela e a culpa é do desemprego;
queixam-se os empresários que a Vida está difícil e culpam os Chineses;
queixam-se os Pais e os Educadores da falta de recato dos Alunos e aqui a
culpa é duplamente.
O Público esqueceu também os seus hábitos tradicionais e habituais
dizer ou balbuciar Bom dia, desejar um belo Dia …
Tornou-se um fardo pesado para a consciência de alguns
e concluíram que o melhor é cada qual fazer a sua Vida e não dar cavaco a
ninguém pura e simplesmente.
Uma vez mais a culpa é da massa de betão armado que povoa as nossas grandes
Cidades
correr para apanhar o Autocarro, o Metro, o Comboio para o Emprego é essencial …
e depois vem o Stress, a Frustração, a Depressão e o Esgotamento Intelectual,
que riqueza de alegria para os Médicos, as Farmácias, os Neurologistas e os
Psiquiatras.
Cumprimentar o Vizinho ou um Amigo, acenar e pronunciar um Olá
já não é o pão nosso de cada dia …
vive-se simplesmente dependente e em conformidade com o exagero dominante
E haveria necessidade de passar por esta fantochada, palhaçada?
Evidentemente se existisse um tempo de paragem funcionaria como tónico …
mas infelizmente para uns o Tempo chega e sobra, para outros nunca chegará.
O dinheiro símbolo da riqueza escasseia, mas no final do mês dizem logo se vê
O luxo terá de ser adoptado, porque é um bem necessário …
as mordomias também não trazem as suas mais ousadas alegrias!
A Notícia já pouco entusiasma é sempre o banal ou usual
roubos, assassinatos, conflitos, tensões, brutais acidentes, divórcios.
E não se poderá esquecer o Futebol total
porque apesar de tudo tornou-se uma paixão nacional …
desperta a curiosidade, a animosidade, a animalidade e a frontalidade.
Abro a janela de par em par e respiro o Ar puro espreguiçando-me
Identifico-me com o Horizonte e grito a plenos pulmões e com voz potente
Já não existe pachorra e muito menos paciência …
Afinal o que será que impele diariamente o Ser Humano para Viver?
Qual o interesse, motivo e finalidade da Existência Humana?

1 Comments:

  • At quinta-feira, 01 março, 2007, Blogger Menina_marota said…

    Concordo com o teu ponto de vinta. E muito! Infelizmente o egoísmo e a insensibilidade cada vez imperam mais neste mundo. Cada um olha por si, alheio muitas das vezes ao que se passa em redor.

    Gostei de te ler.

    Um abraço e boa semana ;)

     

Enviar um comentário

<< Home