Pensador

A criação deste blogue é determinada pela tentativa de dar uma roupagem inovadora à criação poética. Demonstrando e divulgando que todos os assuntos e temas podem ser analisados pela visão poética.

quarta-feira, fevereiro 07, 2007

Amor

O Amor é uma conquista
que rapidamente nos estimula
muitas vezes nos amargura
tornando-se uma agradável vista.

Faz-nos sentir diferentes
quase que nos leva a uma extrema loucura
Tudo importa para manter viva a abertura
para os apaixonados sobressai as suas mentes.

Enviam-se mensagens
os telemóveis são o ponto de contacto
o mais importante é o prazer de ouvir a voz do amado
porque a Vida ganha novos tons, cores e paisagens.

É bom estar apaixonado
trata-se de uma nova etapa da Juventude
alegria, tranquilidade, amizade e alguma virtude
exige-se para que se compreenda o companheiro adorado.

Por vezes a Vida sorri
apenas observamos o par
para eles todo o momento é ímpar
porque a Natureza flori.

São momentos inesquecíveis
que diariamente queremos recordar
como um terno laço que nos faz congregar
porque nada pode afectar situações inolvidáveis.

Alguém um dia pronunciou … fulano parece tolinho
e na realidade a Existência é uma anestesia
que nos dá força, coragem e também nos angustia
porque precisamos de sentir conforto e carinho.

Andamos mais vulneráveis
muitas vezes não perdoamos um simples desentendimento
porque agimos sem nos preocuparmos em lutar pelo entendimento
permanecemos voláteis e debilmente frágeis.

O Amor também conduz à cegueira
atitudes, ideias e pensamentos surgem ao acaso
falamos, dialogamos sem procurar o significado
porque o fruto da paixão é como o fogo da fogueira.

Não existem palavras ou teorias válidas
o Amor é uma vivência com paciência
quem nunca amou não poderá compreender a ciência
e muito menos perceber regras, leis ou dádivas.

5 Comments:

  • At sexta-feira, 09 fevereiro, 2007, Blogger Poesia Portuguesa said…

    Gostaria que entrasse em contacto comigo e me enviasse o seu endereço de email, uma vez que o blogue não indica. Gostaria de falar-lhe do seu poema "Fraseando ..."

    Um abraço

     
  • At sexta-feira, 09 fevereiro, 2007, Blogger lena said…

    sentei-me aqui para te ler, António Silva

    tentei viajar por este cantinho todo, não conhecia

    ainda tenho muito para ler

    o que li adorei

    prendeu-me

    foram sentires diferentes de poema para poema, de texto para texto

    ganhei tons, emoções, sentires…

    voltarei para continuar a ler-te

    um abraço meu

    beijinhos

    lena

     
  • At sexta-feira, 09 fevereiro, 2007, Blogger Paulo Sempre said…

    "Na cidade
    Às vezes corre como çouco
    Um animal que procura a liberdade (...) (Fonseca Gaspar)

     
  • At terça-feira, 03 março, 2009, Anonymous Anónimo said…

    UAAUUUUUUUUUU1 EU ADOREI, PRINCIPALMENTE O DESENHO, FOI MUITO EM FEITO, EU NAO PARO CUM QUALQUER COISA ASSIM, MAS O DESENHO EU ME SURPREENDI.. PARABENS

     
  • At segunda-feira, 11 maio, 2009, Anonymous Anónimo said…

    nossa muito lindo...adoreiii...muito

    td de bom pra vc...

    bjos...

     

Enviar um comentário

<< Home