Pensador

A criação deste blogue é determinada pela tentativa de dar uma roupagem inovadora à criação poética. Demonstrando e divulgando que todos os assuntos e temas podem ser analisados pela visão poética.

terça-feira, abril 24, 2007

Liberdade


Sinal de libertação e símbolo de unidade
sinónimo de união e ícone de fraternidade
símbolo de altruísmo e sinónimo de igualdade
êmbolo de heroísmo e luz da Humanidade.

Tratou-se de uma aquisição proveniente de acção
raio de Sol que proveio de uma mobilização e execução
fomentando a partilha e o contacto face a uma dada decisão
enquanto algo que se conquistou e guiou-nos à redenção.

Posso aventurar-me finalmente
porque tudo se encontra devidamente controlado
procuro um abrigo longinquamente almejado
pois a Paisagem permite respirar suavemente.

É um grito reprimido
que gigantescamente se manifesta
tal qual caminho direccionado para uma meta
clama por razão, objectivo e necessário sentido.

Admito a minha liberdade como um potencial
adquirido num processo de duras e constantes batalhas
onde por diversas vezes senti o peso real das mortalhas
contribuindo para a afirmação convicta do meu existencial.

Aprecio de modo diferente
a diversão, a animação e o sorriso
bem como o convívio, a amizade e juízo
compreendi que serei feliz se estiver contente.

De certo modo foi essa a maior conquista
a devolução da alegria
a afirmação da esperança, sopro de Vida
aí sim a fé do Povo ganhou uma nova vista.

Percebi que após um longo e doloroso cativeiro
o cárcere se desmantelou
o prisioneiro após a audição se vangloriou
deu vivas e graças ao abraçar o seu amor-perfeito.

Os sons tornaram-se deveras preciosos
porque as ideias fluíram
o recalcamento de pensares e dizeres sobressaíram
grassando a musicalidade e os tons com sabores deliciosos.

A Liberdade constituiu um enorme presente
belo festim que Tudo anestesiou
o vocábulo Sim depois de uma enorme espera triunfou
agradando com fidelidade a toda a gente.

3 Comments:

  • At quinta-feira, 26 abril, 2007, Blogger Rosa Brava said…

    Vim ler-te e deixar um abraço ;)

     
  • At sexta-feira, 04 maio, 2007, Blogger António Silva said…

    Não sei bem aquilo que realmente está acontecendo contigo, espero que seja passageiro.
    Lembra-te que a tua companhia será sempre uma enorme alegria.
    Se precisas de apoio é só dizeres e lembra-te de mim e não esmoreças.
    Um sentido obrigado pela tua visita, espero que o meu blogue tenha crescido em qualidade como sempre o desejaste.
    Quero que voltes a repensar a tua posição com atenção, compreensão sem esquecer a tua leal dedicação.
    Um abraço com muita amizade e carinho especial para um belo final de semana com o pensamento na riqueza de um dia seres Mãe.

     
  • At quarta-feira, 24 setembro, 2008, Anonymous Anónimo said…

    opa isto se fosse cantado de certeza que era um rap ou coisa parecida, nem sequer esta escrito com liberdade suficiente para ser um poema a serio quanto mais sobre a liberdade, de qualquer forma, nao esta mau de todo

     

Enviar um comentário

<< Home