Pensador

A criação deste blogue é determinada pela tentativa de dar uma roupagem inovadora à criação poética. Demonstrando e divulgando que todos os assuntos e temas podem ser analisados pela visão poética.

quinta-feira, julho 05, 2007

História,Filosofia e Vida


Tomei contacto com a Juventude
por volta dos dezasseis anos
tornei-me Conviva no meio dos mais eloquentes humanos
aprendi que na Vida é necessário exemplo e atitude.

Pertencer ao Movimento dos Convívios Fraternos
despertou em mim inauditas capacidades
que nunca na Vida sonharia originar versatilidades
provavelmente iniciou-se aí os dons eternos.

Liderar um Grupo em tenra idade
foi o primeiro grande desafio que me propuseram
pouco a pouco o que produzi enalteceram
verificando que o cargo atribuído trouxe nova claridade.

Realizei actas, escrevi cartas
introduzi novas temáticas
falei pela primeira vez em grandes problemáticas
embora ignorando sensatamente críticas madrastas.

Realmente antes de tirar a minha licenciatura
poderei de certo modo dizer que era um pequeno doutor
no entanto tive de estudar com seriedade para ser Professor
finalizando assim a maior alegria da Progenitora.

Após retiros e retiros espirituais
estava anestesiado com o Catolicismo
para os Professores Doutores tudo isso era irrealismo
assim passei pela Universidade sensatamente sem criar vendavais.

Regressei ao Grupo de Jovens
mais fortalecido e cheio de vontade de auxiliar
colaborando fielmente sem pestanejar
mediante um acréscimo de trabalho ao alcance apenas de Homens.

Prossegui humildemente o meu caminho
quer no Ensino, quer no Grupinho
por vezes cansado, amargurado e sozinho
reflectindo, analisando, observando
Concluindo …
Dei tudo o que tinha a dar
não mereço tanta indiferença
ponderei um Dia vou traçar a sentença
preparei um tema espectacular
Servindo agradavelmente de despedida como estocada final
saí com a cabeça bem erguida e triunfante
Para não mais voltar exuberante e confiante
Pouco a pouco o Grupo oscilou até à derrocada fatal.
Será que sentiram a minha ausência!
Na minha opinião os mais críticos não tiveram foi paciência …

2 Comments:

  • At domingo, 19 agosto, 2007, Blogger Poesia Portuguesa said…

    Infelizmente, nem sempre somos apreciados como deveríamos ser. O esforço, a humildade de dar, sem nada receber, não é apreciada em muita gente, que só olha para o seu próprio umbigo...

    Gostei de te ler.

    Um abraço e aguardo o teu regresso.

     
  • At quinta-feira, 10 janeiro, 2008, Blogger Menina_marota said…

    Passei para ler as tuas actualizações e constato, com pena, que não escreveste mais aqui...

    Espero que voltes breve.

    Um abraço e feliz 2008 ;)

     

Enviar um comentário

<< Home